Erosão dentária: entenda os métodos de tratamento

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por admin
em maio 26, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

O consumo de alimentos ácidos ou problemas gástricos podem ser a causa de uma erosão dentária, destruindo toda a dentina do dente. 

Há muitos métodos para se evitar esse problema bucal, e isso pode ocorrer apenas com a mudança de hábitos, levando uma melhor qualidade de vida. 

Atentar-se a alguns sintomas nos dentes com essa sensibilidade, é importantíssimo para entender o que se passa. 

Levando isso em consideração, é essencial passar em um odontologista para avaliar o caso, e ver se realmente se trata de uma erosão dentária. 

A erosão necessita de um tratamento para evitar maiores problemas que podem levar a perda dentária, sendo necessário o uso de prótese fixa para melhorar a oclusão e aparência dos dentes. 

O que é erosão dentária? 

A erosão dentária trata-se da perda da estrutura dental, comprometendo o esmalte dos dentes e consequentemente a dentina, a deixando com maior visibilidade.

Diferente da abrasão dentária que é acometida devido ao desgaste mecânico, ou seja, a escovação com muita força.

A erosão é causada devido ácidos que ficam na boca, podendo ser por conta da alimentação cítrica ou problemas de saúde que faz com que a boca fique mais ácida que o normal.   

A saliva é um protetor para os dentes, e a falta dela pode trazer mais prejuízos aos dentes, pois quando há pouca, não ocorre o equilíbrio do PH, o que deixa a acidez mais forte, causando a erosão dentária deixando a dentina exposta. 

Como identificar uma erosão dentária? 

É possível identificar uma erosão dentária a partir de alguns sintomas:

  • Sensibilidade nos dentes, principalmente ao consumir alimentos gelados ou quentes;
  • Mudança da cor dos dentes;
  • Formato arredondado, perdendo a ponta;
  • Dor nos dentes. 

Quando ocorre uma erosão dentária, pode ser percebido uma sensibilidade incomum, ficando evidente no consumo de alimentos quentes, gelados ou até adocicados.

Além da sensibilidade, nota-se uma mudança na cor dental, podendo deixar os dentes mais transparentes devido ao desgaste do esmalte e com camada amarelada, que se trata da dentina exposta. 

Devido a perda da estrutura dental, o desgaste pode causar o arredondado dos dentes, deixando ele bem diferente do considerado saudável que tem pontas. 

Outra situação que deve ser analisada é se há dores nos dentes, pois isso costuma ocorrer no início do problema. 

Em razão do amarelamento dos dentes, em consequência da exposição da dentina, pode-se haver a preocupação do indivíduo, que costuma recorrer a um clareamento dental. Mas deve-se esperar o tratamento da erosão para que possa ser feito o procedimento. 

A preocupação com a saúde e a aparência dos dentes devem ser frequentes, principalmente para evitar a erosão dentária. 

Porém, todo o procedimento que pode ser invasivo, deve esperar para ser feito. O único indicado após o tratamento do problema é o clareamento. 

Analisando isso, é preciso fazer uma busca para descobrir a melhor opção do procedimento. Pesquise sobre o clareamento dental preço.

O que provoca a erosão dentária? 

Existem vários fatores em que podem ocorrer a erosão dentária, podendo ser uma consequência da alimentação com a presença de ácidos, como: 

  • Laranja, limão e abacaxi que possuem acidez; 
  • Sucos industrializados e refrigerantes; 
  • Alimentos com alta concentração de açúcar.

Esses alimentos devem ser evitados caso haja erosão dentária, pois podem piorar o problema em consequência da acidez que contém essas substâncias alimentares.

Além da alimentação ácida, problemas como bulimia, refluxo gástrico estão entre os principais fatores para o desenvolvimento da erosão dentária. 

Com a acidez que vem do estômago, devido ao fato da vomitação, pode levar a perda dentária em consequência do enfraquecimento dos dentes. 

Os refluxos gástricos promovem a acidez na boca, prejudicando os dentes. Outro fator importante é a falta de salivação que pode fazer com que a erosão surja mais facilmente, pois é ela que equilibra o ph, e a falta dela faz com que a acidez seja mais forte. 

Como tratar a erosão dentária? 

O tratamento da erosão dentária consiste em avaliar o nível em que a mesma está, sendo necessário em caso de erosão leve ou moderada, o uso de resina composta para cobrir o dente afetado. 

Já em casos mais graves, pode-se precisar de implantes dentários, facetas de resina ou porcelana.É importante avaliar os preços de implantes dentários para ver qual a melhor opção, caso isso seja necessário. 

O odontologista irá antes de tudo nas duas formas de erosão, iniciar a paralisação da mesma, que pode ser feita evitando o consumo de alimentos ácidos e açucarados que provocam a acidez na boca. 

Após essa diminuição, irá avaliar qual tratamento é necessário, porém a erosão é irreversível, e se for em casos mais graves, só o implante poderá substituir o dente afetado. 

Atualmente a odontologia vem evoluindo cada vez mais, vemos isso em fotos de implante dentário antes e depois, e como isso pode recuperar a oclusão e aparência dos dentes. 

Antes de qualquer autodiagnóstico, consulte um dentista especializado para que faça o tratamento corretamente do seu problema. 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.